Chapéu! Sim ou com certeza?

11:35

Oiiiii genteeeee,
Hoje estou aqui  para falar de quê? De quê?
Siiiim de chapéu!! (AÊÊÊ)
  
Todos nós adoramos essas belezinhas né ?
Além de nos proteger desse calor , tipo, 50º do Brasil (exageroooo nível harvard rs)   são lindos e dão um "up" no nosso look!

Mas calma aí! (stooooop)
Você está pensando que é só um post de moda sem graça né? 
Meus caros , sinto muito informa los (falei bonito!)  , mas moda está diretamente ligada a história !

Nunca te bateu a curiosidade de saber quem criou essas preciosidade? Onde surgiu? 


Se sua resposta for sim você está proibido de parar de ler esse post! (como assim?! kkk)





Embora a foto ao lado seja da década de 20 , as primeiras modalidades de proteção para cabeça surgiram por volta do ano 4.000 a.C. no antigo Egito, na Babilônia e na Grécia quando o uso de faixas na cabeça tinha a finalidade de prender e proteger o cabelo. A faixa estreita colocada em torno da copa dos chapéus da atualidade (a fita ou bandana) é um remanescente desse primeiro tipo de proteção para a cabeça.
O primeiro chapéu efetivamente usado foi o "PÉTASO" por volta do ano 2.000 a.C. Tratava-se de um chapéu dotado de copa baixa e abas largas que os gregos faziam uso em suas viagens como uma forma de proteção. Era uns tipos práticos, ajustáveis, podendo ser retirado com facilidade, tendo perdurado na Europa por toda a Idade Média (de 476 a 1453). Na Antiga Roma (por volta do ano 1.000 a.C.), os escravos eram proibidos de usar chapéus. Quando eram libertados passavam a adotar uma espécie de chapéu semelhante ao barrete (boné em forma de cone, com a ponta caída para um lado), em sinal de liberdade. Este tipo foi revivido durante a Revolução Francesa (final do século XVIII), chamado de "bonnet rouge" e se tornou um símbolo do partido republicano durante a República. Outro tipo bastante parecido com o barrete foi o capuz, unido ou não a um manto, amplamente usado na Idade Média.
Os chapéus femininos evoluíram de forma diferente. Na Idade Média (476-1453), as imposições religiosas obrigavam as mulheres a cobrir completamente os cabelos. O abrigo mais simples era constituído por uma peça de linho, caída sobre os ombros ou abaixo deles. Os véus de noiva e as mantilhas das espanholas são sobrevivência da moda desse tempo. No século XIII, costumava-se prender a este véu, duas faixas: uma sobre o queixo e outra sobre a testa, de modo semelhante ao hábito que as freiras ainda conservam. No final da Idade Média, era hábito das mulheres colocar uma armação de arame com formatos de coração, borboleta, etc sob a peça de tecido tornando-os extravagantes. Os cabelos eram penteados para trás, escondidos, e, se cresciam na testa, eram raspados para que o chapéu fosse a atração principal. Em 1500 começa-se a usar os capuzes enfeitados com jóias e bordados. Muitos outros tipos surgiram até o final do século XVIII, quando apareceram as primeiras Chapelarias (lojas onde se comercializam chapéus), que utilizavam em seus chapéus materiais como a palha, o feltro, tecidos, enfeites variados e elaborados de forma a combinar com os penteados altamente sofisticados da época.

Aêêê! Agora você já sabe de onde essa belezinha que está na sua cabeça veio!!! (palmasss)
Agoooora podemos começar.... 

Você sabe qual tipo de chapéu usar? Qual é o adequado para seu tipo de rosto? Ambiente apropriado? Nãããão! Então vem comigo!

Onde podemos usar o chapéu?
Eventos de dia e ao ar livre como casamentos, almoços, festas beneficentes, chás,festivais e shows que aconteçam de dia,passeios durante o dia em dias de frio ou ensolarados,praia e campo.

Onde não usar?
Na mesa para comer,locais fechados como teatro, cinema, shows,locais de trabalho, a não ser que seja um chapéu de segurança ou faça parte do uniforme,jantares ou outros eventos em ambientes fechados,na igreja e outros templos religiosos ( Sim, todo esse tempo a mãe do Chris estava errada!Se você se perdeu aqui, significa que você não vê todo mundo odeia o Chris!).


Quantos tipos de chapéus existem?

                                                                                         Chapéu Panamá

:

O chapéu panamá, ao contrário do que o nome diz, não vem do Panamá, sua origem é equatoriana. O modelo é tradicionalmente claro com tramas fechadas feitas com a palha da planta Carludovica palmata.
Este é um chapéu que combina com o estilo de vida brasileiro e, por isso é tão popular por aqui. É ótimo para usar na praia e dá um toque de menina praiana quando adicionado a qualquer look. 

                                                                                            


                                                                                      

                                                                                         Chapéu Fedora:

O modelo fedora é bem semelhante ao panamá, o que o distingue é ser feito de feltro. Surgido no início do século XX, era inicialmente muito usado pelos homens da época fazendo parte do traje masculino.
O chapéu fedora é ideal para fazer diversas combinações porque é um modelo bastante democrático e combina com muitos estilos. Quando usado, dá ao look um ar de sofisticação e deixa o look mais boêmio.

                                                                               

                                                                                           Chapéu Coco:

Originário do final do século XIX, o chapéu coco tem a copa mais redonda e as abas bem curvadas. Também é um chapéu utilizado muito pelos homens, principalmente em situações formais, logo após a Primeira Guerra Mundial.
O chapéu coco requer estilo para ser usado, mas se você quer criar um look mais despojado o modelo fica perfeito. Use em ocasiões como passeios, shows e festivais  e deixa seu look, tanto o de inverno quanto o de verão, com uma cara mais grunge.
                                                                               

                                                                       

                                                                        Chapéu Clochê:

O mais romântico entre os modelos foi incansavelmente usado pela personagem Blair de Gossip Girl. Ele surgiu entre as décadas de 20 e 30 e era usado pelas mulheres mais independentes da época. O seu formato é semelhante ao sino e se caracteriza por ter as abas caídas.
Referência em qualquer guarda-roupa romântico, o chapéu clochê deve ser usado se você quiser deixar o seu visual com cara de menininha. A maioria dos modelos ainda acrescentam laços e cores delicadas para combinarem mais com esse estilo. Use em eventos noturnos que pedem um visual mais delicado.
                                                                                 

                                                                         

                                                                            


                                                                               Chapéu Floppy:

:
(O queridinho das blogueiras da atualidade)
Com abas grandes e copa bem arredondada, o chapéu floppy é romântico e despojado ao mesmo tempo. Muito usado pelos hippies nas décadas de 60 e 70, o modelo é o queridinho entre várias mulheres e super usado em festivais.
Seu clima hippie-chic, traz ao visual um toque de elegância. Ele é ótimo para climas mais quentes, basta saber escolher o modelo que irá usar. Também fica perfeito em looks para dias frios, com casacões e peças mais pesadas.
Agora, sem dúvida nenhuma todos são lindos não é mesmo? Será que posso usar todos? Vem comigo que vou te explicar!






Rosto oval

Se você tem o rosto mais oval, ou seja, bochechas maiores e queixo mais estreito, deve preferir chapéus em que tanto a aba quanto a copa sejam de tamanhos proporcionais. Não escolha chapéus nem com a aba muito grande e nem muito pequena, por isso evite usar o modelo coco ou floppy que tenha aba muito grande.

Rosto redondo

Para os rostos mais redondinhos a dica é usar chapéus com a copa entre mediana e alta e as abas também devem ser proporcionais ao tamanho da copa. As mulheres de rosto redondo devem evitar o modelo cloche.

Rosto quadrado

As mulheres de rosto quadrado com queixos e testas mais alongados devem preferir modelos com abas mais largas e copas arredondadas e de tamanho mediana a alta. O modelo floppy é o mais adequado para este tipo de rosto.

Rosto triangular

Queixos mais estreitos e o restante do rosto mais largo definem o rosto triangular e as mulheres que possuem esse tipo de rosto devem preferir chapéus com copa e abas arredondadas e em tamanhos menores. O chapéu coco é ótimo para esse tipo de rosto, já o panamá e o fedora devem ser evitados por não terem a copa arredondada.

Uffffa! Bem produtivo né meninas? Agora que já sabem , que este blog também é cultura! (kkk) Não deixem de seguir! 
Gostaram??? Comentem!



You Might Also Like

2 comentários

  1. Putz eu nunca usei chapéu acredita ? Agora tô doooooida para usar !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. own*-* usa sim pq faz toda a diferença! Espero que goste!

      Excluir